sábado, 3 de novembro de 2018

Como trocar a data de expiração das chaves GPG

Baseado na dica disponível em: https://liquidat.wordpress.com/2013/05/07/howto-changing-the-expiry-date-of-gpg-keys/

1. Primeiramente, você precisa saber o ID da chave, neste exemplo ABCDEF12:


$ gpg -list-keys liquidat@example.com
pub.   2048R/ABCDEF12 2012-09-10 [expires: 2032-09-10]
id                     liquidat
sub     2048R/BCDEF123 2012-09-10 [expires: 2032-09-10]


Com o ID em mãos pode-se editar a chave:


 $ gpg --edit-key ABCDEF12
...
A chave pública está disponível.
...
pub.  2048R/ABCDEF12 ...
sub   2048R/BCDEF123 ...
...
gpg>


2. Agora vamos efetivamente mudar a data de expiração:


gpg> expire
Changing exporation time for the primary key.
Please specify how long the Key should be valid.
       0 = key does not expires
    = key expires in n days
    W = key expires in n weeks
    m = key expires in n months
    y = key expires in n Yeats
Key is valid for? (0) 3y
Key expires at Fri May  6 15:45:00  2016 CEST
Is this correct? (y/N) y
.
You need a passphrase to unlock the secret key for user: "liquidat "


3. Liste a chave novamente para verificar a nova data de expiração:

gpg> list

4. Selecione a chave 1 e troque a data de expiração:

gpg> key 1
 gpg> expire


5. As duas datas agora estão mudadas. As mudanças finalmente pode ser gravadas:

gpg> save


sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Os EUA costumavam criticar países que não deixavam seus cidadãos saírem




The U.S. Used to Criticize Countries That Didn’t Allow Their Citizens to Leave
Por Krishnadev Calamur em The Atlantic

O presidente Donald Trump disse no Twitter na segunda-feira que os Estados Unidos estavam cortando a ajuda a Guatemala, Honduras e El Salvador porque eles não impediram "as pessoas de deixarem seu país para virem ilegalmente aos EUA". Os comentários são significativos: Por décadas, os Estados Unidos criticaram regimes totalitários que não permitiam aos seus cidadãos partir, numa violação das normas internacionais. Agora, ao demandar que estes três países impeçam seus cidadãos de sair, Trump está rompendo com aquele precedente.

Leia o restante do artigo em inglês: https://www.theatlantic.com/international/archive/2018/10/central-american-caravan/573649/

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Massas manipuladas pelos desejos e consensos fabricados




Masses manipulated by manufactured consent and desires por Imad Zafar

O filósofo alemão Friedrich Nietzsche certa vez disse que "eles enlameiam a água para fazê-la parecer mais profunda". É um paradoxo da propaganda, fazer tudo parecer enlameado que as massas começam a acreditar em imaginadas teorias conspiratórias e nas acusações levantadas pelos propagandistas.

Esse é o caso de quase todo estado onde a propaganda é usada para controlar a consciência e a subconsciência das pessoas. De corporações comerciais vendendo marcas a regimes travando guerras e impondo suas agendas dentro e fora do país, todos usam propaganda em benefício próprio.

Continue lendo em: http://www.atimes.com/masses-manipulated-by-manufactured-consent-and-desires/

domingo, 21 de outubro de 2018

Uma advertência dos antigos gregos sobre a Inteligência Artificial




Abel-josef-1764-1818-austria-prometheus-merkur-und-die-pand
An AI wake-up call from Ancient Greece por Adrienne Mayor

Em discussões a respeito das implicações da inteligência artificial (IA), quase sempre alguém evoca o antigo mito grego da caixa de Pandora. Nas versões modernas de contos de fada dessa história, Pandora é descrita como uma jovem mulher tragicamente curiosa que abre uma urna selada e inadvertidamente libera a miséria eterna sobre a humanidade. Como o gênio que escapou da garrafa, o cavalo que fugiu do estábulo e o trem que deixou a estação, o mito se tornou um cliché.

Ainda a verdadeira história de Pandora é bem mais apropriada a debates sobre IA e aprendizado de máquina [1] do que muitos imaginam. O que isso mostra é que é melhor ouvir os "Prometeanos" que estão preocupados com o futuro da humanidade do que os "Epimeteanos" que são facilmente ofuscados pelo prospecto de ganhos de curto prazo.

Um dos mais antigos mitos gregos, a história de Pandora foi registrada primeiramente mais de 2.500 anos atrás, na época de Homero. No conto original, Pandora não era uma garota inocente que sucumbiu à tentação de abrir um jarro proibido. Em vez disso, como o poeta Hesíodo nos conta, Pandora foi "fabricada, não nascida".

[1]:  Do inglês machine learning

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

A navalha de Ockham com um guia para cortar o nonsense

Por que “navalha”? Porque ela corta fora o que é desnecessário e redundante. Há várias versões latinas mas esta é a que eu lembro: noli multiplicare entia praeter necessitatem. Literalmente: “Não multiplique essências sem necessidade” que é o Medieval para “não faça sua teoria mais complicada do que ela tem que ser” ou “A mais simples explanação é a melhor”. Ou Newton (um outro inglês, quatro séculos depois): “A Natureza se satisfaz com a simplicidade e não se afeta com a pompa das causas supérfluas”. O equivalente americano moderno seria KISS: Keep it Simple, Stupid.
Leia o restante do artigo em inglês: https://www.strategic-culture.org/news/2018/10/02/ockham-razor-as-guide-slicing-nonsense-away.html

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Ficção versus Realidade dos Preços da Gasolina

Os principais meios de comunicação anunciaram com grande fanfarra na semana passada que a Petrobrás tinha baixado os preços da gasolina pela primeira vez desde 2009, e que o consumidor iria perceber a uma queda de pelo menos 1% nas bombas.
Essa semana fui abastecer o carro e percebi que em vários postos que praticavam o preço do etanol a R$ 2,79 por litro tinham aumentado em pelo menos R$ 0,20. E a gasolina? Para surpresa de muitos, constatei que não só não havia baixado, mas aconteceu o contrário. Como se os distribuidores e donos de postos fossem obrigados a repassar variações dos custos aos preços finais. É mais fácil eles preservarem os preços para aumentar a margem bruta.
Por que aconteceu esse aumento da gasolina?
Basta olhar os indicadores semanais do etanol do CEPEA/ESALQ (http://cepea.esalq.usp.br/etanol/) para obter a resposta.
Em meados de setembro passado o etanol hidratado estava cotado em média a R$ 1,69 e passou para R$ 1,90 na semana de 17 a 21 de outubro. Por sua vez, o etanol anidro passou de R$ 1,88 para 2,10 no mesmo período (aumento de 11,7%). Para os que não sabem, o etanol anidro compõe 27,5% de um litro de gasolina vendido na bomba, logo um aumento no preço do anidro tende a elevar o preço da gasolina.
A questão é, se os grandes meios de comunicação já sabiam da tendência de aumento do etanol anidro por que apostaram numa queda do preço da gasolina?
Para mais informações consulte o relatório do CEPEA sobre açúcar e etanol disponível em: http://cepea.esalq.usp.br/agromensal/2016/09_setembro/AcucarAlcool.htm

sábado, 27 de agosto de 2016

StackEdit: Um ótimo editor online de Markdown

StackEdit: Um ótimo editor online de Markdown

Nota: Esse texto é uma tradução e adaptação do texto de boas vindas do StackEdit.

Janela do editor Markdown

Para quem procura um bom editor de sintaxe Markdown, recomendo o bom editor web online StackEdit.1

O StackEdit armazena seus documentos em seu navegador o que significa que todos os seus documentos são automaticamente salvos localmente e estão disponíveis offline.

Sincronização

O StackEdit pode ser combinado ao Google Drive e ao Dropbox para ter seus documentos salvos na Núvem. O mecanismo de sincronização toma conta do carregamento de suas modificações ou descarrega a mais nova versão de seus documentos.

Nota:

  • Acesso completo ao Google Drive ou ao Dropbox é requerido para ser possível a importação de qualquer documento no StackEdit. Restrições de permissão podem ser configuradas nos ajustes (settings).
  • Documentos importados são descarregados em seu navegador e não são transmitidos a um servidor.

Publicação

Você pode publicar seus documentos em diversos websites diretamente do StackEdit. Por enquanto, o StackEdit pode publicar no Blogger, Dropbox, Gist, GitHub, Google Drive, Tumblr, WordPress e em qualquer servidor SSH.

Publique um documento

Você pode publicar seu documento abrindo o sub-menu Publish e escolhendo um website. Na caixa de diálogo você pode escolher o formato de publicação:

  • Markdown, para publicar texto Markdown num website que possa interpretá-lo (o GitHub por exemplo),
  • HTML, para publicar o documento convertido em HTML (num blog por examplo),
  • Modelo (Template), para ter controle total do resultado.

Atualize uma publicação

Após a publicação, o StackEdit manterá seu documento ligado àquela publicação, o que torna fácil sua atualização. Uma vez que tenha modificado seu documento você pode atualizar sua publicação, clicando no botão na barra de navegação.

Faça a gestão da publicação de documentos

Uma vez que um documento pode ser publicado em múltiplos locais, você pode listar e gerir os locais ao clicar em Manage publication no painel de opções . Isso lhe permitirá remover locais de publicação que estejam associados a seu documento.

Markdown Extra

O StackEdit suporta Markdown Extra, que expande a sintaxe Markdown com algumas características bacanas.

Tabelas

Markdown Extra tem uma sintaxe especial para tabelas:

Item Valor
Computador R$1600
Telefone R$12
Tubo R$1

Você pode especificar um alinhamento de coluna com um ou dois sinais de dois pontos:

Item Valor Qtd
Computador R$1600 5
Telefone R$12 12
Tubo R$1 234

Listas de Definições

O Markdown Extra tem uma sintaxe especial para listas de definições também:

Termo 1
Termo 2
Definição A
Definição B
Termo 3

Definição C

Definição D

parte da definição D

Fenced code blocks

Os fenced code blocks do GitHub também são suportados com o destaque de sintaxe Highlight.js:

// Foo
var bar = 0;

Tabela de conteúdo

Você pode inserir uma tabela de conteúdo usando o marcador [TOC]:

MathJax

Você pode renderizar expressões matemáticas LaTeX usando MathJax, como em math.stackexchange.com:

A função Gamma satisfazendo é dada pela integral de Euler

Nota: Você pode encotrar mais informações sobre expressões matemáticas LaTeX [aqui][4].

Diagramas UML

Você pode também renderizar diagramas de sequência como este:

Created with Raphaël 2.1.2AliceAliceBobBobHello Bob, how are you?Bob thinksI am good thanks!

Conclusão

O StackEdit é uma ferramenta muito poderosa e com muitas funções, para conhecer mais sobre essa maravilhosa ferramenta recorra a documentação oficial disponível em inglês.

Escrito com o StackEdit.

Apoie o StackEdit


  1. StackEdit é um editor Markdown completo baseado no PageDown, na biblioteca Markdown usada pelo Stack Overflow e outros sites Stack Exchange.